sexta-feira, 30 de abril de 2010

vigario

A origem do termo "conto do vigário" remonta à Ouro Preto do século XVIII, onde duas paróquias disputavam a posse de uma imagem de Nossa Senhora. Um dos vigários sugeriu que a peça fosse amarrada a um burro que estava solto na rua e, em seguida, seria declarada sua dona aquela igreja para onde o animal se dirigisse. Descobriu-se depois que, por coincidência, o burro era de propriedade do pároco que propôs a disputa - da qual, obviamente, saiu-se vencedor.
(Daí nasceu, também, a palavra vigarista.)

Onde está a sua felicidade?

Onde está a sua felicidade? Em você mesmo, nos acontecimentos ou nos outros?
Com certeza ela não está nem no seu sucesso pessoal, sabia? Claro! Sempre estamos jogando para o futuro a realização pessoal. Parece que nunca estamos contentes com aquilo que somos e alcançamos.
Sua felicidade deve estar no momento presente. Nesse instante que você está lendo essa mensagem!
O problema é que o amanhã nunca chega! E se você colocar a sua felicidade no futuro, vai ficar sempre dependente de uma nova conquista, um novo horizonte, que talvez nunca consiga alcançar. Pare de ser a cenoura amarrada na frente do burro para fazê-lo caminhar! Nunca deixe a felicidade para o dia seguinte! A sua felicidade não deve estar mais adiante. Ela já é! Já está acontecendo!
E pare de pensar em felicidade como se fosse uma espécie de recompensa por sucessos que você obteve ou que conquistará. É assim que você pode transformar a teoria em prática: decidindo viver bem o momento presente e saboreando tudo o que está acontecendo em sua vida.
Não permita mais que as dores, frustrações e tristezas que são inevitáveis, incapacite você de ser feliz. Nada mesmo tem a capacidade de te impedir de ser feliz! A felicidade está até no sofrimento! Acredite! E quer saber mais? A sua felicidade só está no momento presente. Isso mesmo: seja feliz ao respirar, ao se alimentar, a beber água fresca num instante de sede.... Considere-se feliz hoje ao beber o próximo cafezinho, tá?

A sua felicidade está no observar um campo de árvores e flores, ao admitir que foi escolhido para viver nesse planeta lindo. A sua felicidade está no vôo e no som dos pássaros, no sol escaldante, na chuva fria, na mão que acaricia.
A sua felicidade está no abraço, no beijo, no toque, no olhar.... no pulsar forte do seu coração que é louco pra viver! Viva a cada instante! Esteja sempre consciente de estar vivo e sendo amado pelo Criador! Esteja sempre alerta na sua capacidade de se envolver amorosamente com outras pessoas.



Viva a alegria! Viva a vida!

domingo, 25 de abril de 2010

Ser alguém para ter alguém

Por muitas vezes sentimos uma solidão imensa, uma enorme vontade de ter alguém ao nosso lado, alguém que compartilhe cada momento do nosso dia, alguém para dividir as alegrias, as conquistas, os sucessos, os desalentos e fracassos.
Colocamos nesse alguém toda nossa expectativa! Quando realmente eu encontrar essa pessoa tudo será diferente!
O que esquecemos ao longo desta busca é que temos que ser alguém por completo, alguém curado, que aprendeu com a vida, que aja de forma madura, para então ter alguém de fato e nunca transferir para o outro nossos problemas internos.
O amor exige um imenso trabalho conosco mesmos e, por incrível que pareça, também uma luta contra o nosso eu pessoal.
A plenitude de um amor saudável é a fusão de duas vidas em uma única direção, numa coligação de desejos, sentimentos e de destino.
Uma das coisas mais importantes quando amamos alguém é desenvolver a compreensão. Esta compreensão é adquirida pela observação constante com o coração aberto; nesse momento não há espaço para críticas.

Os relacionamentos começam dentro de nossa mente, então, o que dizer de alguém que possui crenças errôneas arraigadas... do tipo: "todo homem não presta"? Por sintonia energética, ela encontrará homens que condizem com o que foi projetado. Se a pessoa que está predisposta a amar novamente não se curar de algo muito dolorosa vivido, ela viverá novamente uma energia semelhante, por isso que o amor começa dentro de você! A expressão de sua totalidade é um dos fundamentos do amor. Amar não é se anular para fazer o outro feliz.

de:  :: Maria Isabel Carapinha ::

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Led Zeppelin - Stairway to Heaven (Live Earls Court 1975)

A Arte de Confiar

As pessoas vivem de uma maneira que não gostam e fazem o que não querem para chegar a um lugar que não faz sentido para elas.
Mude a sua vida quando ela não estiver do jeito que você quer. Viver angustiado é uma escolha que você pode deixar de fazer.
Quando acontece uma crise, as pessoas ficam se perguntando quando ela passará, na esperança de que a situação volte a ficar como era antes dela surgir.
Contudo, as coisas nunca voltam ao que eram antes de uma crise, pois esta cria uma nova realidade, e cada um de nós tem de evoluir para atuar nessa nova condição.
Quando as soluções parecerem impossíveis, olhe para o céu e lembre que Deus cuida de você, pense nas pessoas com quem você pode contar, por mais distantes que elas possam estar, e olhe para dentro de si mesmo.
Substitua sua preocupação por fé,preencha sua sensação de vazio com paz de espírito e transforme seu desespero em esperança.
Quando a alma não é ouvida, você fica doente. A preocupação, a angústia e a depressão acontecem quando você não respeita sua alma.
A pessoa espiritualizada tem sempre a consciência de que realizar sua missão de vida, servir ao próximo e estar em paz consigo mesma são fundamentais para viver.
Quando temos fé, compreendemos que a vitória não vem de ganhar sempre o jogo, mas, sim, da consciência de realizar sua missão de vida.

Sound Of Silence - Simon & Garfunkel (live sound)

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Black Box Native new yorker

envolvente

<object width="480" height="385"><param name="movie" value="http://www.youtube.com/v/I-fplUX7uD4&hl=pt_BR&fs=1&"></param><param name="allowFullScreen" value="true"></param><param name="allowscriptaccess" value="always"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/I-fplUX7uD4&hl=pt_BR&fs=1&" type="application/x-shockwave-flash" allowscriptaccess="always" allowfullscreen="true" width="480" height="385"></embed></object>

O seu otimismo vai atrair mais otimismo

Quer saber por que o otimismo conduz à vitória e o pessimismo conduz à fraqueza e ao fracasso? Por razões óbvias e simples: ninguém gosta de conviver com gente pessimista, triste, reclamona... Ninguém! Só os pessimistas de carteirinha! Seja inteligente então, pô! Opte pela alegria, pelo sorriso, pela esperança, pelo otimismo!
Deixe que o poder do Espírito brilhe em você e através de você, criando na sua volta um mundo de beleza, paz e harmonia. Você pode sim criar um mundo exatamente assim a você mesmo e a todos que se aproximarem de sua pessoinha!
Se a sua visão do mundo é otimista, você poderá animar as pessoas que estão por perto dando a todas elas, através de seu exemplo: esperança, fé e crença na vida.
Ao longo de sua existência você tem proporcionado essas 3 coisinhas nas pessoas: esperança, fé e crença na vida? Ou você é do tipo que pensa na dor, na doença que nem tem tempo de desejar prosperidade para você e para os outros? Seja otimista a maior parte do seu tempo e permaneça ligado à Fonte da Vida!
O seu otimismo vai atrair mais otimismo e crescerá como uma bola de neve. Há sempre uma esperança, mesmo que seja só uma pequena e hesitante chama no começo. Cercada de mais esperança e amor, aquela pequena chama se transformará numa fogueira e continuará crescendo até que você esteja inflamado com o combustível certo e seguro, que é imperecível e inesgotável. Quem consegue segurar alguém inflado pelo fogo do amor?

"Durante muitos anos esperei encontrar alguém que me compreenda, alguém me aceite como sou, capaz de me oferecer felicidade apesar das duras provas.
 Apenas ontem descobri que esse mágico alguém é o rosto que vi no espelho"

domingo, 18 de abril de 2010

Subindo a Escada

Quanto mais alto se sobe numa escada, mais ela balança.

Não se iluda. A vida é assim mesmo...

Quanto mais sucesso você tiver, quanto mais alto você subir, mais a sua escada balançará.

Ou ela balançará pela altura ou porque os que estão embaixo farão tudo para você cair.

Como essa é a vida, não perca tempo reclamando.

Não adianta achar-se perseguido ou injustiçado...

O remédio é não dar bola para a torcida e continuar subindo, degrau por degrau, segurando-se como puder e já sabendo que a escada vai balançar...

O consolo é que só uma pessoa sobe... O vencedor!

Lá embaixo, ficam os perdedores.

E eles são muitos. Portanto, opte por subir, por maior que seja o risco da escada balançar.

Se você é empresário, arrisque subir. Diferencie sua empresa. Cuide da qualidade.

Se você é funcionário ou executivo arrisque subir.

Faça tudo com sentimento de fazer, com comprometimento e atenção aos detalhes.

Queira subir. Suba! Deixe os outros balançando a escada.

Conheço muita gente que, com medo do balanço da escada, nem tenta!

São pessoas que temem o novo! Ficam na mesmice...

Não arriscam idéias inovadoras. Desistem mesmo antes de começar.

Concordam para se manter seguras embaixo da escada.

Subir na escada pode ser arriscado. Mas, lembre-se que toda grande obra é sempre aos olhos do mundo uma imprudência. Suba! Pense nisso.

Onde você está? Em cima ou embaixo da escada?

sábado, 17 de abril de 2010

Tempo Certo

Tempo Certo
De nada adianta querer apressar as coisas
Tudo vem ao seu tempo,
dentro do prazo que lhe foi previsto,
mas a natureza humana não é muito paciente.
Temos pressa em tudo,
e aí acontecem os atropelos do destino,
aquela situação que você mesmo provoca por pura ansiedade de não aguardar.
Então alguém poderia dizer:
Mas qual é esse tempo certo???
Bom, basta observar os sinais...
Quando alguma coisa está para
acontecer ou chegar até sua vida,
pequenas manifestações do cotidiano,
enviarão sinais indicando o caminho.
Pode ser a palavra de um Amigo,
um texto lido, uma observação qualquer;
mas com certeza, o sincronismo se
encarregará de colocar você no lugar certo,
na hora certa, no momento certo,
diante da situação ou da pessoa certa!!!
Basta você acreditar que
Nada Acontece Por Acaso!!!
E talvez seja por isso que você esteja agora
lendo essas linhas...
Tente observar melhor o que está a sua volta. Com certeza alguns desses sinais já estão por perto,
e você nem os notou ainda.
Lembre-se que:
O universo sempre conspira a seu favor.
Quando você possui um objetivo claro e uma disponibilidade de crescimento.



(Paulo Coelho)

Seja Grande!





Vem cá: você sabe como se mede uma pessoa? Como você mede as pessoas? E saberia responder como é que os outros medem você?
É claro que os tamanhos podem variar de acordo com o grau de envolvimento, certo? A pessoa fica enorme para você quando fala do que leu, estudou, trabalhou, lutou e viveu intensamente! Fica grande quando trata você com carinho e respeito, quando olha nos olhos, te respeita e te dá aquele sorriso que você tanto aprecia e necessita!
Mas é pequena para você, a pessoa que demonstra que só pensa em si mesma, a pessoa que se comporta de uma maneira pouco gentil, que fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade!
Uma pessoa é gigante para você quando se interessa pela sua vida, quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha, quando vai à luta, quando se expõe, quando ama! Mas fica pequena quando desvia do assunto, foge dos compromissos, escapa da luta, se acovarda diante dos desafios!

Toda pessoa é grande quando perdoa! Quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma! É grande quando vive com coerência e com a verdade! Uma pessoa é pequena quando se deixa abater facilmente pela vida, quando deixa ser guiada por comportamentos mesquinhos e inferiores.
Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza! Pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas, viu? É bom deixar uma porta sempre aberta, a esperança sempre no ar, porque as pessoas mudam e merecem novas oportunidades.
Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande. Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser pequeno! Talvez seja difícil conviver com esta elasticidade, mas as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, e sim de ações e reações, de expectativas e frustrações. Administre bem isso, tá? Observe mais as pessoas com os olhos do coração!

Uma pessoa é única ao estender a mão! Estenda a sua! O egoísmo unifica os insignificantes, viu? Seja grande! Você merece! E é assim que você é pra mim!

 Fique com Deus!
"Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande. É a sua sensibilidade sem tamanho"




quinta-feira, 15 de abril de 2010

VOCÊ JÁ CONVERSOU COM UM ESPECIALISTA SOBRE O CÂNCER DA PRÓSTATA?

Consumo de álcool, tabagismo e obesidade são os principais fatores de risco para o desenvolvimento de nove dos principais tipos de câncer no Brasil. Estudo divulgado, recentemente, pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) aponta que o crescimento da doença está associado à exposição da população a fatores de risco cancerígenos. A taxa de mortalidade que mais cresceu foi a de câncer de próstata, que praticamente dobrou no sexo masculino (95,48%) em 25 anos (1979 a 2004) passou de 7,08 óbitos por 100 mil homens para 13,84 óbitos.
Os dados do INCA são preocupantes, pois, em números absolutos, o câncer de próstata é a segunda causa de morte da população masculina. O indicativo é grave e revela a pouca importância que o brasileiro dá à medicina preventiva, pois o tumor de próstata é passível de diagnóstico precoce, por meio de um exame de sangue e de um exame clínico.
Apostando na prevenção

A pesquisa do INCA sobre a distribuição dos tumores primários mais freqüentes, realizadas de 1999 a 2003, mostra que 30,96% dos casos de colo do útero foram
diagnosticados no estádio inicial e 27,23% nos estádios avançados. Nesta situação, foram diagnosticados 70,67% e 40,94% em reto e próstata respectivamente. Quanto mais cedo diagnosticado o câncer, maiores as chances de cura, a sobrevida e a qualidade de vida do paciente.
Segundo o estudo, é importante que a população em geral e os profissionais de saúde reconheçam os sinais de alarme para o câncer, como nódulos, febre contínua, feridas que não cicatrizam, indigestão constante e rouquidão crônica, antes dos sintomas que caracterizem lesões mais avançadas, como sangramento, obstrução de vias intestinais ou respiratórias e dor. Os principais sintomas do crescimento da próstata, segundo o urologista, são os de levantar várias vezes à noite para urinar, dificuldades no ato de urinar e dor à micção, que podem ocorrer nos casos benignos.

O câncer de próstata é silencioso, sem sinais evidentes a não ser em estágios mais avançados, quando já está infiltrado em órgãos adjacentes, ou quando suas metástases em ossos, pulmão fígado se manifestam. Um reforço nas ações de diagnóstico poderia, por exemplo, ajudar a reduzir o câncer de próstata, que, segundo a pesquisa, é detectado no estágio inicial apenas em 7% dos casos. Quando o diagnóstico do tumor primário é feito logo, 90% dos pacientes têm uma sobrevida maior que cinco anos. Já se for detectado tardiamente, essa proporção cai para a metade.

Para fazer o diagnóstico do câncer de próstata de forma precoce é necessário realizar o exame clínico de toque retal associado ao exame que revela a dosagem PSA (sigla de antígeno prostático específico) no sangue. Estes exames podem determinar a realização de uma ultra-sonografia pélvica (ou prostática transretal, se disponível). A ultra-sonografia, por sua vez, poderá mostrar a necessidade de se realizar a biopsia prostática transretal. Estes exames devem ser realizados todos os anos, a partir dos 50 anos. Embora a incidência do câncer de próstata não vá diminuir, por estar ligado ao envelhecimento, o diagnóstico na fase inicial pode reduzir significativamente a mortalidade.
Fatores de risco

A idade é um fator de risco importante, ganhando um significado especial no câncer da próstata, uma vez que tanto a incidência como a mortalidade aumentam, após a idade de 50 anos. Histórico familiar de pai ou irmão com câncer da próstata, antes dos 50 anos de idade, pode aumentar o risco de câncer em 3 a 10 vezes em relação à população em geral. Uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, não só pode ajudar a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas metabólicas.
Tratando a moléstia

O tratamento do câncer da próstata depende do estágio clínico da doença. Para doença localizada, cirurgia, radioterapia e até mesmo uma observação vigilante (em algumas situações especiais) podem ser oferecidos. Para doença localmente avançada, radioterapia ou cirurgia em
combinação com tratamento hormonal têm sido utilizados. Para doença metastática, o tratamento habitual é a hormonioterapia. A escolha do tratamento mais adequado deve ser individualizada e definida após discutir os riscos e benefícios do tratamento com o seu médico.


terça-feira, 13 de abril de 2010

Uma casa no caminho

O pequeno Ricardo não agüentou o cheiro bom do pão e falou:
– Pai, estou com fome!
O pai, Agenor, sem ter um tostão no bolso, caminhando desde muito cedo em busca de um trabalho, olha com os olhos marejados para o filho e pede mais um pouco de paciência.
– Mas pai, desde ontem não comemos nada, eu estou com muita fome!
Envergonhado, triste e humilhado em seu coração de pai, Agenor pede para o filho aguardar na calçada enquanto entra na padaria a sua frente.
Ao entrar, dirige-se a um homem no balcão:
– Meu senhor, estou com meu filho de apenas seis anos na porta, com muita fome, não tenho nenhum tostão, pois, sai cedo para buscar um emprego e nada encontrei, eu lhe peço que em nome do Senhor me forneça um pão para que eu possa matar a fome desse menino, em troca posso varrer o chão de seu estabelecimento, lavar os pratos e copos, ou outro serviço que o senhor precisar!



Amaro, o dono da padaria, estranha aquele homem de semblante calmo e sofrido, pedir comida em troca de trabalho e pede para que ele chame seu filho.



Agenor pega o filho pela mão e apresenta-o a Amaro, que imediatamente pede que os dois sentem-se junto ao balcão, onde manda servir dois pratos de comida com arroz, feijão, bife e ovo.
Para o pequeno Ricardo era um sonho, comer após tantas horas na rua. Para Agenor, uma dor a mais, já que comer aquela comida maravilhosa fazia-o lembrar-se da esposa e de seus outros dois pequenos filhos que ficaram em casa apenas com um punhado de fubá. Grossas lágrimas desciam dos seus olhos já na primeira garfada.
A satisfação de ver seu filho devorando aquele prato simples como se fosse um manjar dos deuses, e a lembrança de sua pequena família em casa, foi demais para seu coração tão cansado de mais de dois anos de desemprego, humilhações e necessidades.
Amaro se aproxima de Agenor e percebendo a sua emoção, brinca para relaxar:
– Ô Maria! Sua comida deve estar muito ruim... Olha o meu amigo, está até chorando de tristeza desse bife, será que é sola de sapato?!?
Imediatamente, Agenor sorri e diz que nunca comeu comida tão apetitosa, e que agradecia a Deus por ter esse prazer.
Amaro pede então que ele sossegue seu coração, que almoçasse em paz e depois conversariam sobre trabalho.
Mais confiante, Agenor enxuga as lágrimas e começa a almoçar, já que sua fome já estava nas costas.
Após o almoço, Amaro convida Agenor para uma conversa nos fundos da padaria, onde havia um pequeno escritório.
Agenor conta então que há mais de dois anos havia perdido o emprego e desde então, sem uma especialidade profissional, sem estudos, ele estava vivendo de pequenos biscates aqui e acolá, mas, que há mais de dois meses não recebia nada.
Amaro resolve então contratar Agenor para serviços gerais na padaria, e penalizado, faz para o homem uma cesta básica com alimentos para pelo menos quinze dias.
Agenor com lágrimas nos olhos agradece a confiança daquele homem e marca para o dia seguinte seu início no trabalho.
Ao chegar em casa com toda aquela “fartura”, Agenor é um novo homem, sentia esperanças, sentia que sua vida iria tomar novo impulso. Deus estava lhe abrindo mais do que uma porta era toda uma esperança de dias melhores.
No dia seguinte, às cinco da manhã, Agenor estava na porta da padaria, ansioso para iniciar seu novo trabalho. Amaro chega logo em seguida e sorri para aquele homem que nem ele sabia porque estava ajudando. Tinham a mesma idade, trinta e dois anos, e histórias diferentes, mas, algo dentro dele chamava-o para ajudar aquela pessoa.
E, ele não se enganou, durante um ano, Agenor foi o mais dedicado trabalhador daquele estabelecimento, sempre honesto e extremamente zeloso com seus deveres.
Certo dia, Amaro chama Agenor para uma conversa e fala da escola que abriu vagas para a alfabetização de adultos um quarteirão acima da padaria, e que ele fazia questão que Agenor fosse estudar.
Agenor nunca esqueceu seu primeiro dia de aula: a mão trêmula nas primeiras letras e a emoção da primeira carta.
Doze anos se passam desde aquele primeiro dia de aula e Vamos encontrar agora o doutor Agenor Baptista de Medeiros, advogado, abrindo seu escritório para seu primeiro cliente, e depois outro, e mais outro...

Ao meio-dia ele desce para um café na padaria do amigo Amaro, que fica impressionado em ver o “antigo funcionário” tão elegante em seu primeiro terno.

Mais dez anos se passam, e agora o doutor Agenor Baptista, já com uma clientela que mistura os mais necessitados que não podem pagar, e os mais abastados que o pagam muito bem, resolve criar uma instituição que oferece aos desvalidos da sorte, que andam pelas ruas, pessoas desempregadas e carentes de todos os tipos, um prato de comida diariamente na hora do almoço. Mais de duzentas refeições são servidas diariamente naquele lugar que é administrado pelo seu filho, o agora nutricionista Ricardo Baptista.

Tudo mudou, tudo passou, mas a amizade daqueles dois homens, Amaro e Agenor impressionava a todos que conheciam um pouco da história de cada um. Contam que aos oitenta e dois anos os dois faleceram no mesmo dia, quase que na mesma hora, morrendo placidamente com um sorriso de dever cumprido.
O filho Ricardo mandou gravar na frente da “Casa do Caminho”, que seu pai fundou com tanto carinho, os seguintes dizeres:
“Um dia eu tive fome, e você me alimentou. Um dia eu estava sem esperanças e você me deu um caminho. Um dia acordei sozinho, e você me deu Deus, e isso não tem preço. Que Deus habite em seu coração e alimente sua alma. E, que te sobre o pão da misericórdia para estender a quem precisar.”
“Nenhuma atividade no bem é insignificante. As mais altas árvores são oriundas de minúsculas sementes e o bem que praticares em algum lugar é teu advogado em toda parte.” - Chico Xavier



domingo, 11 de abril de 2010

Reflita mais, espere mais, converse mais, compreenda mais... ame muito mais!

Ser feliz não é ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem decepções.
Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros.

Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza.
Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos
fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para dentro do seu próprio ser.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história.
 É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
 É beijar os filhos, curtir os pais eter momentos poéticos com os amigos, mesmo que eles nos magoem.
Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora dentro de você.
É ter maturidade para falar: "Eu Errei". É ter ousadia para dizer: "Me Perdoe".
É ter sensibilidade para confessar: "Eu Preciso De Você".
Ser feliz é ter a capacidade de dizer: "Eu Te Amo"...

Reflita mais, espere mais, converse mais, compreenda mais... ame muito mais!


sábado, 10 de abril de 2010

Espiritualidade é um estado de espírito



O estado de espírito de uma pessoa é uma energia que carrega as suas emoções, pensamentos, sentimentos. Essa energia pode ser impregnada positiva ou negativamente de acordo com a qualidade desses aspectos. Se uma pessoa armazena pensamentos, sentimentos e emoções negativas, obviamente seu estado de espírito resultante repetirá esse padrão.
É nosso genuíno campo de força. Temos a capacidade de moldá-lo todo momento, abastecendo-o ou desabastecendo com vitalidade.

Nenhuma dica sobre consciência e provavelmente qualquer outra fonte de informação, entre milhares existentes, serão eficientes se a pessoa não conseguir trazer essas melhorias para seu estado de espírito. Não adianta nada a pessoa ser uma exímio teórica sobre a espiritualidade se ela não transferir toda essa vivência para seu coração. Tampouco adianta a pessoa ser vidente, sensitiva e paranormal. Isso me remete a algo que já ouvimos muito: "Ainda que falasse a língua dos anjos, sem amor no coração, de nada valeria".

A consciência que falamos o tempo todo transcende a do campo mental apenas. É a consciência que flui de todas as células, carregada de amor e fé, e por isso não é limitada ao nível mental, ela é quântica.
Uma pessoa que busca a espiritualidade pode considerar-se vitoriosa quando elevar seu estado de espírito a um nível que gere amor, felicidade e paz, plena, constantemente(esporadicamente não adianta), aprendendo a criar internamente essa luz e expandindo para o externo.

por Bruno J. Gimenes -








Tudo na sua vida passa, menos a sua essência

Tudo na sua vida passa, menos a sua essência

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Abra mão dos ressentimentos!

Liberte-se o quando antes de toda culpa que você vem carregando e liberte-se de todo ressentimento! Você precisa saber que tanto a culpa como o ressentimento são estados de espírito que destroem o amor e causam sofrimento.
A culpa e o ressentimento parecem ser causados pelo que aconteceu, mas na verdade, eles são causados pela forma como você reage àquilo que aconteceu. Seu diálogo interno é que determina isso. Você é que cria esses diálogos. Por isso, é preciso vigiar o que você pensa. Livre-se agora mesmo desses diálogos internos que não fazem bem a você.
Nunca mais se sinta inadequado! Nunca mais perca a sua auto-confiança. Nunca mais perca o amor próprio, o respeito por você mesmo! Pare de se sentir que não é merecedor de afeto. Pare de se sentir rejeição por qualquer pessoa. Você não é rejeitado. Não se feche mais em si mesmo para enfrentar sozinho suas dores.
Reconheça que você sempre fez o melhor que pode lá no passado, lá no momento onde se instalou a culpa, tá? Talvez naquele instante você fez tudo o que tinha que ser feito! Não havia outras possibilidades. Era tudo o que você tinha na ocasião do ocorrido!

Errar faz parte da vida. É certo também que as vezes você precisa errar para aprender. Mas nem sempre, viu? Permita-se ser humano! Perdoe-se por não ter sido sábio e mais consciente lá no passado. Perdoe-se por agir no impulso. Perdoe-se pelo dano que causou a você e a outro ser como resultado de não saber. E assim você vai se transformando e ficando cada vez melhor. Queira ser melhor do que foi! Melhor como pessoa humana, como gente, como filho de Deus.
Esteja disposto a perdoar a quem te feriu porque a pessoa agiu com a sua vontade e capacidade bem limitadas para aquele momento. Ela agiu com uma consciência limitada porque era exatamente assim que ela era: limitada. Acredite que o seu ofensor fez o melhor que podia com as habilidades que ele tinha. Não dá mesmo para esperar mais de algumas pessoas! Tem gente que não tem tanto quanto você tem para oferecer.

O perdão é uma escolha, uma opção só sua. E deve ser dado primeiramente a você, não apenas para a outra pessoa. Abra mão de todo ressentimento e viva a sua vida.
Admita que você está dando o melhor de você também agora, nesse momento de sua vida. Ajuste-se com o seu coração!
 Ajuste-se com Deus que a todos perdoa e ama de verdade! E você é à imagem e semelhança Dele.
 Muita paz para o seu coração!



"Aumente a sua vontade de expressar o amor e deixe de ser amargo"

domingo, 4 de abril de 2010

Aceitando a própria vida

Cada um de nós tem seu caminho, diferente do de todos que conhecemos. Podemos até ter nascido juntos, como acontece com os gêmeos, mas ainda assim teremos um lugar especial a ser ocupado neste mundo e viveremos experiências diversas, num roteiro que conscientemente não conhecemos mas que, certamente, ajusta-se às nossas necessidades de desenvolvimento espiritual. Esta é uma verdade que muitas vezes teimamos em não aceitar. Principalmente, porque os nossos sonhos nem sempre cabem nesta caminhada cheia de obstáculos, de desafios, de momentos em que sentimos tanto medo de não podermos continuar andando...
Mas, à medida em que vivemos e presenciamos o drama da vida, nosso e dos que estão ao nosso lado, percebemos que este nosso caminho foi planejado e atraído por nós mesmos, de acordo com a Lei da Ação e Reação, que está escrita no Universo e que é infalível. Não fugiremos jamais das consequências de nossos atos. Quando erramos e a justiça dos homens não nos alertou e puniu, um dia, não importa quando, a justiça de Deus nos fará vivenciar momentos de corrigenda, de ensinamento, para que nos transformemos, a fim de continuarmos seguindo, mais leves e mais felizes.

Assim, não adianta a gente espernear e se revoltar contra a nossa realidade, mas é importante que procuremos aprender algo com a dificuldade - pois com certeza ela nos surgiu para nos ensinar o que ainda não sabíamos.

Costumo dizer que a melhor terapeuta que podemos ter é a própria vida, que nos chega, a cada instante, com desafios instigantes - que para outros podem ser fáceis de serem vencidos - mas que para nós, são muralhas difíceis de serem escaladas.

Tomar conhecimento dos problemas e obstáculos, tentando resolvê-los e superá-los, é indispensável. Mas, viver a se queixar de tudo, como costumamos fazer, num hábito nocivo de cultivar amargura e desânimo, nada constrói. Muito pelo contrário. Acaba por nos tornar pessoas intoleráveis, irritadas, de quem os amigos se afastam, pois ficamos pesados demais e geramos uma energia desagradável, que machuca quem está ao nosso lado e contribui para poluir ainda mais o nosso planeta já entulhado de vibração desagregadora e obssessiva, triste e desesperançosa.

Podemos compreender que nada nos acontece por acaso e sem uma razão instrutora. Pensando assim, passamos a aceitar melhor os acontecimentos que nos incomodam e buscamos conviver com eles de uma forma inteligente e mais sábia. Seremos mais felizes e faremos a vida dos que nos acompanham, nesta jornada, mais serena e alegre.

Além disso, sabemos que tudo passa... A vida terrena está fluindo cada vez mais rapidamente. Para que guardar e ruminar fatos aborrecidos? Vamos em frente, pois o amanhã já chega e mesmo o instante seguinte é diferente daquele que tanto nos fez sofrer.

Acho que existe uma técnica de bem viver, que deveria ser mais ensinada a todos nós. Aprendemos nas escolas muita coisa que não nos ajudou quase nada e tudo aquilo, muitas vezes, pouca diferença fez em nossas vidas.
Por que não buscar ensinamentos que nos levantem, quando caímos, que nos façam suportar melhor os momentos de dor, que nos ajudem a esquecer as ofensas, que nos fortaleçam e nos encham de coragem, quando a dor aperta? O Mestre Jesus, que nesta semana está sendo tão lembrado, ainda hoje vive nos nossos corações, porque nos deu exemplos de vida amorosa e pontilhada de perdão, porque foi simples e desapegado, porque amou sem preconceitos, porque aceitou a sua missão, mesmo diante de tanto sofrimento e porque nos tocou bem fundo no coração! Tantos por aqui passaram - letrados, ilustres, aparentemente poderosos e que já foram esquecidos...
Jesus, ensine-nos a sua simplicidade, a sua humildade a sua caridade, para que possamos ser, finalmente, felizes!

EXTRAIDO DE: Maria Cristina - tina.lc@hotmail.com



sexta-feira, 2 de abril de 2010

A felicidade começa pela intenção da gente e tudo se determina pelo nosso espírito!

Será que é preciso mesmo muita coisa para ser feliz? O que você precisa nesse momento de sua vida para se sentir feliz, realizado, pleno?
Para ser feliz talvez seja tão somente agir com felicidade. Isso mesmo: agir com felicidade! É preciso querer ser feliz! Tem gente que vive uma vida toda achando que não é merecedor da tal felicidade. Pensam que os outros sim merecem toda forma de felicidade, mas ele não! Esse diálogo interno é uma peste, um veneno mortal, viu?

Pense numa maneira diferente de agir de hoje em diante. Mude seus conceitos sobre sobre a felicidade que espera por você e que você merece! Admita logo que nesse mundo a felicidade começa pela intenção da gente e tudo se determina pelo nosso espírito! De novo estou te desafiando a cuidar bem de você, de seus pensamentos, tá vendo?
Tenha entusiasmo, por você, pela sua vida! Aja com mais entusiasmo, viu? Experimente viver mais e mais com a alegria e com o entusiasmo como sua forma de viver! Encoraje-se! Afinal, a vida é você com você mesmo, viu?

Repare como que as pessoas reconhecem logo de cara quem tem energia positiva, que tem entusiasmo. E veja como que todo mundo fica querendo compartilhar suas vidas com pessoas assim!

Elimine todos os seus pensamentos negativos e concentre seu viver em lembranças, experiências e pensamentos positivos, bons, íntegros e construtivos. É fácil manter uma atitude alegre, como também é fácil pensar positivamente quando você se dispõe a ter isso como um hábito de vida! E, infelizmente também é fácil pensar negativamente. Como você tem administrado seus pensamentos? Como tem sido o seu diálogo interno?

Periodicamente coloque uma dose de otimismo na sua vida, viu? Imagine qual seria a solução ideal para o seu problema. Depois retorne a esses pensamentos e, aos poucos, vá interiorizando sentimentos de confiança e coragem.

Nosso subconsciente não é capaz de distinguir uma experiência real de uma experiência imaginária, sabia? Portanto, sonhe acordado com as suas metas. Imagine-se já ter alcançado seus objetivos, seu planos, seus sonhos.
Chega de pensamentos negativos, tá? Substitua as imagens sombrias por figuras mentais vivas, alegres, coloridas, iluminadas do que você realmente gostaria que acontecesse na sua vida! Vamos! Você pode! Você é capaz! Você merece tudo o que há de bom! E deseje isso a todo mundo também, tá? Ao orar pela felicidade dos outros, as vibrações mentais de amor e do bem retornarão a você,
acredite.

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Mundo Desigual - Por Planeta Voluntários

Mundo Desigual - Por Planeta Voluntários
"O maior assassino do mundo e a maior causa de doenças e sofrimento ao redor do golfo é… a extrema pobreza."
Desigualdade Social
21 países retrocederam em seu Índice de Desenvolvimento Humano, contra apenas 4 na década anterior. Em 54 países a renda per capita é mais baixa do que em 1990. Em 34 países a expectativa de vida ao nascer diminuiu, em 21 há mais gente passando fome e em 14 há mais crianças morrendo antes dos cinco anos;
No Brasil, 10% brasileiros mais pobres recebem 0,9% da renda do país, enquanto os 10% mais ricos ficam com 47,2%. Segundo a Unicef, 6 milhões de crianças (10% do total) estão em condições de “severa degradação das condições humanas básicas, incluindo alimentação, água limpa, condições sanitárias, saúde, habitação, educação e informação”.
A pesquisa ainda mostra que 15% das crianças brasileiras vivem sem condições sanitárias básicas. As áreas rurais do Brasil concentram a maioria das crianças carentes, com 27,5% delas vivendo em “absoluta pobreza”.
Segundo a OIT, os dados de trabalhadores domésticos infantis é espantoso: no Peru, 110 mil; no Paraguai, 40 mil; na Colômbia, 64 mil; na República Dominicana, 170 mil; apenas na Guatemala, 40 mil; no Haiti, 200 mil; e no Brasil – o campeão de trabalho doméstico na América Latina e talvez no mundo – 500 mil.

. Com 53,9 milhões de pobres, o equivalente a 31,7% da população, o Brasil aparece em penúltimo lugar em termos de distribuição de renda numa lista de 130 países. É o que mostra estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, divulga hoje em Brasília.
Das 55 milhões de crianças de 10 a 15 anos no Brasil, 40% estão desnutridas. 1,5 milhão entre 7 e 14 anos está fora da escola. A cada ano, 2,8 milhões de crianças abandonam o ensino fundamental. Das que concluem a 4ª série, 52% não sabem ler nem escrever.

Mais de 27 milhões de crianças vivem abaixo da linha da pobreza no Brasil, e fazem parte de famílias que têm renda mensal de até meio salário mínimo. Aproximadamente 33,5% de brasileiros vivem nessas condições econômicas no país, e destes, 45% são crianças que têm três vezes mais possibilidade de morrer antes dos cinco anos.

A cada 12 minutos, uma pessoa é assassinada no Brasil. Por ano, são registrados 45 mil homicídios no País. No entanto, a probabilidade de um assassino ser condenado e cumprir pena até o fim no Brasil é de apenas 1%.
O Brasil é, segundo a ONU, o país onde mais se mata com armas de fogo. Todos os anos são mortos 40 mil brasileiros;

1,9% do PIB brasileiro é consumido no tratamento de vítimas da violência;
A Aids já deixou mais de 11 milhões de órfãos na África; o devastador avanço desta doença fará com que, em 2010, pelo menos 40 milhões de menores em todo o continente tenham perdido pelo menos um de seus pais, segundo a UNICEF. A cada minuto, uma criança morre de AIDS
Mais de 1,1 bilhão de pessoas não têm acesso à água potável no planeta, segundo dados da ONU. Outros 2.4 bilhões não têm saneamento básico. A combinação do dois índices é apontada com a causa de pelo menos 3 milhões de mortes todo ano. Um europeu consome em média entre 300 e 400 litros diariamente, um americano mais de 600 litros, enquanto um africano tem acesso a 20 ou 30 litros diários.
Um em cada seis habitantes da Terra não tem água potável para beber e dois em cada cinco não dispõem de acesso a saneamento básico.
Até 2050, quando 9,3 bilhões de pessoas devem habitar a Terra, entre 2 bilhões e 7 bilhões de pessoas não terão acesso à água de qualidade.
A fome no mundo, depois de recuar na primeira metade dos anos 90, voltou a crescer e já atinge cerca de 850 milhões de pessoas. A cada ano, entram nesse grupo mais 5 milhões de famintos.
A OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que 160 mil pessoas estão morrendo por causa do aquecimento global, número que poderia dobrar até 2020 - contabilizando-se catástrofes naturais e doenças relacionadas a elas.
Além da morte, a desnutrição crônica também provoca a diminuição da visão, a apatia, a atrofia do crescimento e aumenta consideravelmente a susceptibilidade às doenças. As pessoas que sofrem de desnutrição grave ficam incapacitadas de funções até mesmo a um nível mais básico.

Muitas vezes, são necessários apenas alguns recursos simples para que os povos empobrecidos tenham capacidade de produzir alimentos de modo a se tornarem auto-suficientes. Estes recursos incluem sementes de boa qualidade, ferramentas adequadas e o acesso a água. Pequenas melhorias nas técnicas de cultivo e nos métodos de armazenamento de alimentos também são úteis..

Muitos peritos nas questões da fome acreditam que, fundamentalmente, a melhor maneira de reduzir a fome é através da educação. As pessoas instruídas têm uma maior capacidade para sair deste ciclo de pobreza que provoca a fome.

ESPETÁCULO DA NATUREZA

Fere de leve a frase... E esquece... Nada

Convém que se repita...

Só em linguagem amorosa agrada

A mesma coisa cem mil vezes dita.

good feeling

Adam Pash Editor-in-Chief of Lifehacker https://www.ebanx.com/br/ebanx-dollar-card?referral_code=FB4699887J&referral_name=Mario  Mario Souza na Doctoralia

Pesquisar este blog

Arquivo do blog

Páginas

O outro que há em mim é você.!

Minha foto
São Paulo, São Paulo, Brazil
Uso esse blog para compartilhar minhas reflexoes assim como artigos de interesse em geral. Tratar de assuntos ligado a saúde biopsicossocial.

patrocinadores

 Mario Souza na Doctoralia